Visualizações

05/07/2017

Bailando ao som do silêncio

E agora?
A luz apagou, a música terminou e as cores não são mais tão brilhantes assim.
Escute.
É o silêncio, ele chegou, vai ficar por um tempo.
Quanto?
Não se sabe, mas ele não veio sozinho.

Venha escuridão, vamos bailar ao som do silêncio.

Vamos dançar essa música o tempo que nos for necessário.
Para sempre... Nunca mais... É muito tempo.

Ao fim do nosso bailar você irá atrás de outro par e eu vou ter deixar e seguir em frente
Como prometido, apenas um bailar, senhora escuridão.

15/06/2017

O som do silêncio

Um sentimento novo...
... a ausência de sentimento.
Aquele momento em que você sabia que ele chegaria, mas com muita ingenuidade você acreditou que ele nunca se concretizaria.

Você pensa que vai sentir a pior das dores, mas a verdade é bem mais assustadora, você nada sente, a dor e a tristeza estão em um nivel tão elevado que você nem consegue sentir.

Seu medo é que quando esse sentimento chegar em um nível que se possa sentir, que ele seja mais dolorido que o sopro so dragão.

Você quer chorar, mas não tem mais lágrimas para tal.

Você acreditava que a pior dor era a da dúvida. Ledo engano, a pior dor vem da decepção, da mentira, do enganar e vem de onde você nem imaginava.

Olá som do silêncio, você agora é meu companheiro, será que esse nosso flerte se tornará um romance?

Só o tempo dirá.

23/05/2017

O problema

O problema não é não fazer.
É tentar iludir.
O problema não é não conseguir.
É tentar enganar.
É deixar para depois.
É não aceitar.
É não querer entender.
É não tentar.
É dizer que vai fazer e simplesmente não fazer.

E como se tudo isso não bastasse, você...
Quer cobrar.
Quer que seja como você quer.
Quer que seja na hora que você desejar.

O problema é ...
Não parar para ver.
Não parar para entender.
É deixar de sentir.
E deixar de notar que tudo que você vai te fortalecer está ali, na sua frente

Mas não, você só vê.
O eu isso,
Ou o eu aquilo, 
Ou o eu.
O eu, é duro, exigente e mimado.

Mas, quem sou eu?
Diante de quem quer ir além dos seus limites?
Eu, sou o que seus olhos já vislumbraram, e você deixou desfocar, por conta do seu eu, do seu ir além dos seus limites.  

Cuidado, o foco perdido pode ser reajustado, mas, talvez, apenas talvez, não reste nada além de borrões.

17/04/2017

Um ser ...

Face de trevas, interior de luz.
Armada com a verdade, temida pela sinceridade.
Determinada, assim como sofreremos as ações do tempo.
De suas decisões não duvides, pois são tão certas quanto ao beijo da morte.