Visualizações

17/09/2011

Nova vida

Não sou de me queixar.
Nem posso.
Tudo que quis e não estava ao meu alcance, lutei e conquistei.
Mas tenho que admitir, nesta nova vida me encontro em plena luz de felicidade e graça.
Depois de uma longa tempestade eis que surgiu abonança.
Mas não se engane, de fácil e tranquila essa abonança não tem nada
Como diz meu amado, é caótica.
Mas é disso que eu gosto, esse turbilhão de coisas pra fazer, essa correria essa agitação.
Esse monte de coisa que me trás a tranquilidade, me dá o maio bem de todos a liberdade.
A batalha só está começando, mas desfrutar dos ganhos das anteriores, fortifica para ganhar as próximas.
Guerreira como sou, murcharia como uma flor sem a aguá, se não tivesse mais que lutar.
Lutar sempre desistir jamais.
Um dia de cada vez, uma conquista a cada dia, uma pessoa melhor a cada alvorada.
Uma vida nova, uma vida feliz.
Uma vida antiga também feliz.
Qual a diferença?
Colho frutos da vida antiga, sem esta não existiria vida nova.